segunda-feira, 26 de abril de 2010

Leite Industrializado

O leite industrializado,ou seja, o leite em que consumimos diariamente, e dentre deles á uma variedade imensa no mercado.

Vejamos:
• Integral: tem conteúdo em gordura de 3.2%
• Leite desnatado: conteúdo gorduroso inferior a 0.3%
• Semi-desnatado: com um conteúdo gorduroso entre 1.5 e 1.8%
• Saborizado: é o leite açucarado ou edulcorado à que se adicionam sabores tais como morango, cacau em pó, canela, baunilha, etc. Normalmente são desnatados o semi desnatadas.
• Galatita: plástico duro obtido do coalho do leite ou mais especificamente a partir da caseína e do formol.
• Leite em pó o Liofilizado: leite do qual se extrai 95% de água mediante processos de atomização e evaporação. Apresenta-se num pó de cor creme. Para seu consumo, só é preciso adicionar água ou leite.
• Leite condensado, concentrado ou evaporado: deste leite, a água foi parcialmente extraída e ele tem aspecto mais espesso que o leite fluido normal. Pode ter açúcar, adicionado ou não.
• Leite enriquecido: são preparados lácteos aos quais se adiciona algum produto de valor nutritivo como vitaminas, cálcio, fósforo, omega-3 etc.
Dentre tantos esses, em seus rótulos de embalagens é possível verificar o valor nutricional e avaliar do que o leite é constituído.
Sabemos que possui proteína, carboidratos, cálcio, fibra alimentar, sódio, gorduras saturadas.


Informações Nutricionais

Porção de 200 ml (1copo) Quantidade %VD*
Valor energético 114 kcal = 477 kJ 6
Carboidratos 9,0 g 3
Glicose 4,0 g **
Galactose 4,0 g **
Lactose 1,0 g **
Proteínas 6,0 g 8
Gorduras totais 6,0 g 11
Gorduras saturadas 3,6 g 16
Gorduras Trans 0 g **
Fibra alimentar 0 g 0
Cálcio 240 mg 24
Sódio 100 mg 4
* Valores diários com base em dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.
** Não declarar.

Esse em que vemos é de uma embalagem de leite UHT integral, que possui valor nutricional por uma porção de 200 ml (ou seja, um copo).

Mas será que o leite é constituído somente disto?


Vejamos.
Em uma aula de química na escola, fomos ao laboratório estudar melhor as substâncias presentes no leite, tendo então uma aula prática sobre este estudo.
Fizemos então um procedimento.
Com equipamentos e em um laboratório equipado, com a professora tomando direção do experimento pudemos observar as tais questões:

Fosse colocado o leite ao aquecimento até que fervesse, com cuidado para que não fosse derramado.

Desligamos o aquecimento e tampamos o béquer onde o alimento foi aquecido, aguardamos um minuto para que o alimento fosse um pouco esfriado.
Após um minuto, retiramos com cuidado a tampa, virando-a para a cima podendo observar várias gotículas formadas sobre ela, então avaliamos, de imediato chegamos a questão de que as tais gotas eram provindas do vapor do leite, pois o tal possuía água.
Depois por sobre a superfície do leite, foi também observado que possuía um grande envolto de nata pela tal superfície. Então nos certificamos que a nata então seria a gordura do leite e proviria de tal. Ela é formada principalmente por uma película composta por proteínas e cálcio. Isso acontece porque, quando o leite atinge certa temperatura, a água que ele contém começa a evaporar. Essa evaporação da água na superfície do leite deixa para trás uma proteína chamada caseína e o cálcio, que ficam mais concentrados naquela região. Resultado? Com o calor e a perda de água, as moléculas de caseína tendem a se unir, formando grandes redes gelatinosas de caseína e cálcio – a nata do leite aquecido.
Então logo após o final do experimento A passamos ao B.

Começamos então aquecendo o leite em um béquer, e cuidando para que não fervesse apenas permanecesse morno. Mas aliás, você sabe por que o leite derrama quando ferve e a água não?
No aquecimento de um líquido são expulsos inicialmente os gases nele dissolvidos* até a formação de vapores da própria substância aquecida. Durante a ebulição, este vapor, na forma de bolhas, sobe à superfície por ser menos denso que o líquido.
No caso da água as bolhas atravessam a superfície sem dificuldade, porém no leite forma-se uma película de gorduras e proteínas que impede as bolhas de escaparem. Assim, estas irão empurrar a camada de gorduras e proteínas para cima fazendo o leite derramar.
Então logo após a inicialização do processo retiramos o béquer contendo o leite do fogo e adicionamos vinagre aos poucos. Então em poucos segundos percebemos que um material aos poucos é separado e formado do leite, esse material é uma das proteínas do leite, a caseína. Que do latim provém “caseus”, queijo. É uma proteína encontrada no leite fresco. Representa cerca de 80% do total de proteínas do leite. Além de ser consumida no leite (e nos seus derivados, como queijo), a caseína é usada na produção de adesivos, plásticos (para punhos de facas, cabos de guarda-chuvas, botões, etc.), como aditivo de alimentos e para a produção de vários produtos alimentícios e farmacêuticos.
Então, logo após a descoberta da caseína, observamos o soro que restou retirando a caseína.
Ao o observarmos comparamos com o leite e com a água pura. Esse material ainda é o leite, que tal qual ainda possui substancias em mistura.
Então aquecemos o soro, deixando-o ferver. Um novo material é encontrado, agora este chama-se albumina, que é uma proteína de alto valor biológico presente principalmente na clara do ovo, no leite e no sangue.
Procedemos o processo como foi feito com a caseína, coamos a albumina deixando somente o soro que restou no processo de fervura.
Colocamos ¼ do restante do liquido no béquer. Aquecemos lentamente e com agitação, cuidando para que o liquido não saltasse. Suspendemos o aquecimento assim que percebemos que o liquido havia evaporado.
Observamos o que restou do processo.
Concluímos que obtinha açúcar, ou seja, o material restante era o açúcar do leite.


Então depois de nosso experimento chegamos à conclusão de o que leite não é uma substancia pura e sim uma mistura de substâncias, que são também excluídas dos rótulos dos leites e muitas vezes o consumimos sem saber, o que de fato estamos nos alimentando e em que porcentagem.

Mais uma questão deve-se ser lembrada, o que você leva em conta na hora de escolher o leite que irá beber? O preço?
Lembre-se sempre de verificar os rótulos de leites, e ver suas substâncias presentes e verificar se é um leite saudável para o seu organismo, também nunca se esqueça de verificar os rótulos de validade

Antes de ser envasado, o leite sofre diferentes procesos físico-térmicos segundo seu destino. Estes são, entre outros, os mais importantes:
Desnatado ou semi desnatado: é um processo físico que consiste na separação por centrifugação da matéria gorda do restante do leite, separando de um lado a nata o creme e de outro o leite desnatado ou semi desnatado.
Homogenização: é um processo físico destinado a romper o glóbulo de gordura em suspensão, em minúsculas partículas de gordura. Desta maneira, a gordura não tenderá a subir para a superfície do leite e permanecerá dispersa por todo o líquido.
Pasteurização: é um processo térmico destinado a provocar a eliminação de organismos patógenos ou inócuos. Uma das técnicas de pasteurização moderna consiste em aquecer o leite a 80ºC durante um tempo de 30 segundos. Este aquecimento deve ser seguido de um rápido esfriamento a 4ºC. Esta pasteurização garante a destruição de microorganismos e de todos os germes e não altera sensivelmente o sabor.
UHT (Ultra High Temperature): é um processo térmico que consiste em expor o leite durante um curto espaço de tempo a uma temperatura que oscila entre 135ºC e 140ºC e seguido de um rápido esfriamento. Isto de faz de uma forma continua e em um recipiente fechado que garanta que o produto não se contamine. Igualmente ao processo anterior, este processo não altera notavelmente os sabores do leite.

Enfim leite é vida, é um alimento completo, saudável e cheio de nutrientes que possam contribuir para uma alimentação saudável, mas lembre-se de escolher bem o leite em que vá consumir, leve questões de higiene e de composição química sempre em conta.
Obrigada, e é isso.

Um comentário:

  1. Olá blogueiro,



    Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!

    Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.

    O leite materno é o único alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.

    A amamentação pode durar até os dois anos ou mais.



    Caso se interesse na divulgação de materiais e informações sobre esse tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br



    Obrigado pela colaboração!



    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir